top of page
Buscar
  • Foto do escritorFoodTech Consultoria

Inteligência artificial e Alimentos


Você já imaginou como a inteligência artificial (IA) e a realidade aumentada (AR) podem transformar a maneira como experimentamos alimentos? Estamos testemunhando uma revolução que vai além do paladar, mergulhando no universo da inovação e da interatividade.


Na era que quase tudo é 4.0, a fusão entre IA e AR está pavimentando o caminho para a criação de produtos alimentícios e criando novas experiências de consumo. Empresas que utilizam muito a inovação estão aproveitando essas tecnologias para não apenas atender às necessidades nutricionais, mas também para criar jornadas sensoriais. Um exemplo é a NotCo, que utiliza uma plataforma de IA chamada Giuseppe para analisar a estrutura molecular do alimento com ingredientes vegetais e replica na criação de uma experiência plant based similar à da dieta comum.


Além disso, com a IA, os cientistas de alimentos agora têm a capacidade de analisar dados em uma escala nunca vista antes, identificando padrões e tendências que inspiram a formulação de novos produtos. Desde a personalização de dietas até a criação de sabores inovadores, a inteligência artificial está impulsionando a área de alimentos para patamares anteriormente não explorados.


Junte a isso a realidade aumentada, e você terá uma experiência como nunca antes. Imagine poder visualizar holograficamente receitas enquanto cozinha, receber informações nutricionais em tempo real ou até mesmo explorar a origem de cada ingrediente com um simples toque na tela do seu smartphone. O Botatouille, da empresa de mídia norte-americana BuzzFeed, que baseia-se na coleção de receitas Tasty da marca, permitindo que os usuários peçam ao bot baseado em IA sugestões de receitas com base no que está em sua geladeira e orientações para aprender a cozinhar.


A proposta de alimentação agora é uma experiência multimodal, onde a tecnologia se torna uma extensão do nosso paladar. Isso tudo é incrível! Mas será que estamos esquecendo o valor da desaceleração? Em meio a essa revolução, é crucial lembrar da necessidade de equilíbrio. Em um mundo onde a rapidez é rei, muitos de nós anseiam por uma pausa, por momentos de reflexão enquanto saboreamos cada alimento.


O 4.0 é empolgante, mas o ritmo frenético do cotidiano nos faz questionar: será que estamos perdendo a conexão com o ato essencial de comer? A tecnologia está aqui para aprimorar nossa experiência, não para apressá-la. Convido vocês a considerarem a importância de desacelerar. A tecnologia pode ser uma aliada, mas para mim a verdadeira inovação está em equilibrar o avanço tecnológico com a simplicidade.


O que vocês acham sobre o assunto?


 

Data: 27/02/2024

Autora: Lorena Coimbra

Mestre em Ciências e Tecnologia de Alimentos

31 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page